quarta-feira, 26 de agosto de 2009

onde? quando? como?

alguma vez saberemos até onde podemos ir?
na vida sentimental, devia haver uma espécie de enciclopedia para nos guiarmos.
nunca consigo perceber onde fica o limite do certo e do errado nas relações, até que ponto devemos ser ou não condescendentes?
será que vale a pena prescindirmos de alguns pontos de vista em prol de quem amamos? ou será que simplesmente uma relação é isso mesmo?
será que da outra parte vamos receber o mesmo? seremos perdoados por pequenos erros que para o outro podem ser enormes?
a fase do conhecimento é realmente imprescindivel, mostra-nos as caracteristicas base da pessoa por quem nos interessámos, mas e o resto? os pequeninos pormenores? aqueles que podem sim modificar a forma como vemos o outro? tudo isto leva tempo, paciência e persistencia. quero a enciclopedia para não cometer erros crassos. alguém conhece uma?

2 comentários:

Rui disse...

Sim, chama-se "Enciclipédia da Vida" e está a ser escrita todos os dias por cada um e cada qual. Todos nós escrevemos um bocadinho, mas ninguém a detém por completo.

Rui Félix

Anónimo disse...

Sabes que os pequenos pormenores podem fazer toda a diferênça numa relação mas isso depende muito da importância que lhes damos.
Há quem viva toda uma vida ao lado de alguém sem nunca conhecer inteiramente essa pessoa. No fundo a longevidade dessa vida a dois depende muito da flexibilidade que temos em ultrapassar os defeitos e em enaltecer as virtudes, a capacidade de perdoar os pequenos erros e a negociação e cedência em todos os pontos comuns.
No fundo é "viver e aprender"..não existe um mapa mas convém sempre aprender com os erros que cometemos.